Conheça o Leilão de Motos do Detran

Publicado por Carolina em

Anúncios

Uma moto, muitas vezes, é a primeira aquisição de um veículo para quem acabou de tirar sua habilitação. Outras vezes, a pessoa sonha em ter uma moto específica.

Play

Ouvir Artigo

0 Minutos

Motos, como todos sabem, geralmente são mais baratas que carros, e gastam menos. Além disso, é possível encontrar motos com preços ainda mais baixos nos leilões de motos.

Anúncios

Hoje, falaremos de um leilão de motos famoso, do Detran. Confira.

Leilão de Motos do Detran

As motos leiloadas pelo Detran, em sua maioria, são motos apreendidas em blitz por alguma irregularidade na documentação ou no veículo. Ou ainda, podem ser motos que já pertenceram à alguns órgãos públicos, que renovam, de tempos em tempos, sua frota.

Veja Também:

Anúncios

O Leilão de Motos do Detran, é realizado na modalidade presencial e online, trazendo uma grande variedade de marcas, modelos e condições de conservação dos veículos.

Os leilões, no geral, podem seguir quatro tipos de lances. São eles:

  • Lance máximo: o mais conhecido, quem dá o lance maior, leva o lote;
  • Lance mínimo: A leiloeira define um valor mínimo pela moto. Se em algum caso, o valor mínimo não é atingido, a leiloeira pode decidir aceitar ou não a proposta;
  • Lance automático: esse tipo de lance é feito a partir do cadastro, ou seja, os consumidores dão um valor x n momento de seu cadastro no leilão, no final de um prazo, ganha quem registrou o maior lance;
  • Lance bônus: esse tipo de lance ocorre quando há empate entre os lances ganhadores. Esse lance bônus, também é registrado no momento do cadastro no leilão.

O Detran usa, geralmente, a categoria de Lance máximo. Lembrando que todo leilão deve seguir o regimento do CTB (Código de Trânsito Brasileiro).

Como regularizar a moto de leilão?

Após o arremate de uma moto no Leilão do Detran, o comprador deve regularizar o veículo. Para isso, ele deve dirigir-se ao Detran de sua cidade portando os documentos pessoais, como CPF e CNH, e os documentos da moto adquiridos na leiloeira, que incluem os documentos do veículo e do antigo proprietário.

Essa regularização deve ser feita em um prazo de até 30 dias após o arremate do leilão. Se a moto tiver alguma dívida em aberto, o responsável por quitá-la é o antigo proprietário. Por isso, para não evitar transtorno, confira a documentação da moto do leilão antes de arrematá-la.

A partir do ano em que o arrematador adquiriu a moto, o pagamento do IPVA ficará por responsabilidade dele.


Comentários 0

Deixe uma resposta

Espaço reservado para avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

pt_PTPortuguese